Seguidores

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Dalinha e Josenir no Luar Cultural

Dalinha e Josenir no Luar Cultural
Estas estrofes foram criadas por Dalinha Catunda e a poetisa Josenir Lacerda que se alternaram na apresentação dos versos num evento cultural em Crato, Luar Cultural.

LUAR CULTURAL
DC
Boa Noite pessoal
Boa noite lua cheia
Que luzindo me encandeia
Com seu brilho natural
Neste Luar Cultural
Renasce minha emoção
Faço minha louvação
Ao povo deste lugar
Que consegue me encantar
 Tocando-me o coração.
JL
Ó tão luminosa Lua
Que no firmamento brilha
Abençoa a nossa trilha
Fada que no céu flutua
Ilumina praia e rua
E os cafundós do sertão
Bendito é o teu clarão
Sagrada a tua brancura
Que cintila e transfigura
A face da escuridão.
DC
Lua dos apaixonados
E musa dos seresteiros
De cantos alvissareiros
Cumplice dos namorados
Que cantam inebriados
Alimentando a paixão
Ilumina hoje este chão
Onde a cultura faz festa
E o povo se manifesta
Embalando a emoção
JL
Flor de prata que desliza
Faz-se parceira da SCAN
Elegante anfitriã
Que envia suave brisa
Acolhe, saúda, avisa
Que tem "Luar Cultural"
No terreiro do quintal
Entre o florido arvoredo
A arte tece o enredo
De encantado festival.
DC
Bela lua fascinante
Linda rainha da noite
 Seja festeira e pernoite,
Não se esconda um só instante
Alumie cada brincante
Nesta noite de alegria
Onde canto e poesia
Será feito em seu louvor
Exaltando o esplendor
E sua eterna magia.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

ABLC NO CARIRI CEARENSE

Fotos do programa Rapadura culturarte, na rádio Educadora do Cariri, apresentado por Jorge Carvalho com a participação de Gonçalo Ferreira da Silva, presidente da ABLC – Academia Brasileira de Literatura de Cordel, das cordelistas, Anilda Figueiredo, Dalinha Catunda, Josenir Lacerda, do grande apologista do cordel Antônio Higino e Miguel Teles.
Texto e foto de Dalinha Catunda
                                                                                                                            


Sr. Google

Sr. Google

Convidei o Sr. Google
Pra comigo pelejar.
Ele respondeu: Não posso,
até porque não sei cantar.
Mas procuro na internet
Poeta, a quem compete,
esta arte versejar

Corri depressa à feira.
Lá buscando o cantador
Com sua viola em punho.
Num instante alentador.
Me disse logo: eu canto
Não precisa deste pranto
Sou bom improvisador.

Informei ao Sr. Google,
Alegre com a descoberta.
Ele varreu toda rede
Muito sério, bem alerta
Encontrou em outros lugares
Vários sites populares
Me deixou boquiaberta.

Finalmente o Sr Google
Buscando na wikipédia
Conheceu outros poetas
Nesta grande enciclopédia.
Aprendeu a fazer rima
Ninguém mais o subestima.
A vida, virou comédia
(Rosário Pinto)

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Nas asas do Pavão misteiroso

CORDEL DE SAIA traz mais um lançamento de folheto de Rosário Pinto. Agora, a pesquisa, Nas asas do Pavão misterioso (90 anos de sucesso). 

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Iraceminha e a maldição dos Vampiros

Convite para lançamento de 2 livros do Prof. Mourão, dia 13-set-2013, SEXTA-FEIRA, 20h30min na sede da AILCA em Ipu, puxado a seresta com o Grupo Compasso. IRACEMINHA (Infanto-juvenil) e MALDIÇÃO DOS VAMPIROS (Reflexões políticas). Sua presença é muito importante para o autor.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

CENSURA NO CORDEL

Davi Teixeira o homem do cordel censurado
*
CENSURA NO CORDEL
*
Davi não é só fulano
É poeta de cordel
Provou um pouco do fel
Mas não entrou pelo cano
O vate pernambucano
Teve o cordel censurado
Só por falar do errado
E por isso foi punido
Mas com tudo resolvido
Acabou foi afamado.
*
O bardo Davi Teixeira,
Ganhou foi divulgação
Com esta proibição
Lhe aplaude a nação inteira.
Eu nunca vi tanta asneira
E tamanha intolerância,
Porém nesta circunstância
A cultura popular
Na mídia ganhou lugar
E salve sua importância!
*
Foto colhida no Jornal Besta Fubana
Versos de Dalinha Catunda

terça-feira, 3 de setembro de 2013

SE LIGA, MULHER!!!!!

SE LIGA MULHER!
*
Quando a mulher tem dinheiro
Idade não conta não
Sempre tem um espertinho
Para passar perna e mão.
Mulher, não seja demente,
Mostre que é inteligente
Consulte a dona razão.
*
Se você sabe que está
Com a validade vencida
E ele lhe trata por gata
Não se sinta convencida
Não caia nesta ilusão
É só um espertalhão
Querendo levar boa vida.
*
Não pense em se aposentar
Nem desista de viver
Apenas não seja burra
No momento de escolher
Você é um ser pensante
E contra qualquer farsante
Capaz de se defender.
*
Não estou sendo cruel
Apenas bem realista
O mundo de hoje em dia
Anda cheinho de artista
Por isso preste atenção
Pra desviar de vilão
Quando rolar a conquista.
*
Versos de Dalinha Catunda
Xilo de Erivaldo