Seguidores

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Com Josenir Lacerda e a Literatura de Cordel

ONDE E COM QUEM
No Cordel E Arte, com a poetisa Josenir Lacerda, numa conversa muito produtiva, sobre literatura de cordel, com alunos do Curso de Turismo do SENAC.
Para quem ainda não conhece o Cordel E Arte, é um espaço cultural administrado por Josenir Lacerda. Nesse espaço, Josenir recebe alunos de variadas escolas, ou a procura de cordéis, ou para palestras sobre cultura popular. 
Sendo Josenir Lacerda poetisa e artesã, esse seu espaço, que é uma extensão de sua casa, transformou-se num ponto de cultura, onde além de seus cordéis e artesanatos, poetas, poetisas e cantadores, em sua boa parte, deixam seus cordéis. livros e cds em consignação para serem comercializado. E com essa proposta a casa é muito procurada por turistas ligados a cultura do Cariri.
Agradecer a Josenir Lacerda, por me proporcionar momentos especiais ao seu lado é simplesmente me repetir. Gratidão sempre será meu mote.
Dalinha Catunda

quarta-feira, 13 de junho de 2018

SESC Juazeiro – Teatro Patativa de Assaré, numa noite de debates e poesia.



SESC Juazeiro – Teatro Patativa de Assaré, numa noite de debates e poesia.
.
No dia 4 de maio na companhia do casal, Miguel Teles e Josenir Lacerda estive no SESC Juazeiro – Teatro Patativa de Assaré, numa noite de debates e poesia.
Sendo a semana dedicada a Pedro Bandeira, era ele o centro das atenções nesse evento.
Lá estiveram como debatedores: Gonçalo Ferreira da Silva – presidente da ABLC.
Crispiniano Neto – Cordelista e pesquisador.
Lucinda Azevedo da editora IMEPH
Rosilene Melo - Coordenadora do Registro de Cordel.
Stenio Diniz – xilógrafo.
Otávio Meneses – cordelista
Bule Bule – poeta, cordelista e cantador.
Joás Rodrigues – poeta e cantador
Pedro Coelho – aboiador
Felipe Caixeta – mediador.
Além da presença de Gonçalo Ferreira da Silva, presidente da ABLC que veio do Rio de Janeiro para prestigiar o evento, Queria ressaltar a presença do mestre Expedito Seleiro de Nova Olinda, o grande artesão do couro. E, mencionar o sofá maravilhoso de seu acervo, que foi disputado para as fotografias.
O ponto alto do evento foi a peleja de Joás Rodrigues e Bule Bule.
Tivemos o interessante comunicado de Rosilene Melo sobre o registro do cordel, entre a fala dos outros debatedores e a beleza do canto do aboiador Pedro Coelho.
Dalinha Catunda

Homenagem a Pedro Bandeira no CCBN em Juazeiro - CE


DA AGENDA CULTURAL – ONDE E QUANDO
No Centro Cultural que realizou mais uma edição da Cantoria Mensal,
 Na terça feira, dia 08 de maio, no Teatro do Centro Cultural Banco do Nordeste,
em Juazeiro do Norte-CE.
A cantoria aconteceu em homenagem ao poeta Pedro Bandeira,
Com os poetas Gilmar de Oliveira e Cícero Justino
Evento foi apresentado por Vandinho Pereira, radialista e apresentador da TV Verde Vale de Juazeiro do Norte-CE.
Com participações de: Junior de Maciço de Baturité e Tranquilino Ripuxado.
Nas apresentações tivemos poetas como:  Anilda Figueiredo, Josenir Lacerda, Ernane Tavares, ,Rosário Lustosa, Francisca Emídio e essa que vos fala, Dalinha Catunda.
Entre outros convidados, marcando presença tivemos: Miguel Teles, Fátima Prado apologistas da cultura popular.
Infelizmente foram poucas as fotos e não tive como expor todos os convidados. Quem tiver outras fotografias e quiser me enviar acrescentarei.
Dalinha Catunda

terça-feira, 12 de junho de 2018

Com Bastinha Job, no Crato


COM BASTINHA JOB, NO CRATO.
*
Quando eu estive no Crato
Pra minha satisfação
Encontrei com muita gente
E alegrei meu coração
Uma delas foi Bastinha
Que foi abraçar Dalinha
Foi grande minha emoção.
*
Bastinha chegou sorrindo
Com o seu Branco de lado
Nós conversamos bastante
Do futuro e do passado
Na casa de Josenir
Para onde eu gosto de ir
E tenho o lugar guardado.
*
Job, levou Chocolate
Para adoçar minha vida
Levou a sua presença
Que me deixou comovida
Aqui quero agradecer
E falar que é um prazer
Ver essa gente querida.
*
Branco e Bastinha foram
Para ver o lançamento
Do meu Cordel na Feira
Prestigiando o Evento
A todos muito obrigada
É tão bom ser abraçada
Só me traz contentamento.
*
Versos de Dalinha Catunda




domingo, 10 de junho de 2018

Cantoria Pé de Parede com Pedro Bandeira e Bule Bule


DA AGENDA CULTURAL NO CARIRI – CANTORIA DE PÉ DE PAREDE
I SEMANA CULTURAL POETA PEDRO BANDEIRA
Estive em alguns dos eventos em Homenagem ao Pedro Bandeira de Caldas no Cariri, na I SEMANA CULTURAL POETA PEDRO BANDEIRA.
Lá estive na companhia do casal Miguel Teles e Josenir Lacerda e conosco também foram: Luiz Isael, Tranquilino Repuxado, Luciano Carneiro e Dariany Sami. 
Encontrar meu amigo, Pedro Bandeira de quem sou madrinha na Academia Brasileira de Literatura de Cordel, receber o seu abraço e ouvir suas gentis palavras, realmente, me deixou nas nuvens.
Prestigiando o evento e juntando-se a nós, tivemos a presença do presidente da ABLC, Gonçalo Ferreira da Silva, deixando a noite bem mais agradável e mais rica culturalmente.
A presença marcante de Bule Bule, foi chama a iluminar o ambiente. Estreitar a amizade com o poeta da Bahia valeu a noite.
Tudo isso aconteceu num lugar mágico, no centro de Juazeiro. Na Cantina Zé Ferreira!
É um sobrado antigo, na parte alta tem um cinema maravilhoso que me deixou de queixo caído. Os cartazes de filmes antigos espalhados por todo lado, compondo uma decoração delirante. Confesso que fiz até pose para fotografar e me senti uma estrela no ambiente.
*
A Cantina propriamente dita, fica no quintal da casa, com mesas embaixo das árvores. Um palco maravilhoso, um espaço rico em cultura. E foi lá que se deu a CANTORIA DE PÉ DE PAREDE com o mestre Pedro Bandeira e o animado Bule Bule, com direito a bandeja e tudo mais.
Na cantina conheci uma mulher especial, muito animada, já conhecia meus trabalhos via face, Célia Morais, fiquei fã. E com certeza com ela quando eu for ao Cariri, vou aprender a CANTINAR.
Não posso deixar de registrar a simpática presença da amiga Rosângela Tenório com sua alegri a sempre circulando entre os convidados.
Texto e fotos de Dalinha Catunda.

Dalinha Catunda - Cordel na Feira 2018 - Projeto SESC


NA AGENDA CULTURAL, CORDEL NA FEIRA DO PROJETO SESC CRATO.
Um dos eventos que gosto de participar, e muito! É o CORDEL NA FEIRA. Um projeto do SESC Crato. Onde para minha felicidade, consigo rever poetas e poetisas, amigos que fiz no Cariri e termina sendo uma festa cultural, eu posso dizer, ARRETADA!!!
Sempre tem um sanfoneiro, um bom forró, gente animada sob o comando de Tranquilino Repuxado, toda ultima segunda feira de cada mês.
Meus amigos da Academia Brasileira de Literatura de Cordel, da Sociedade dos Poetas de Barbalha, mais uma vez, para minha felicidade, prestigiaram esse evento que já vai pro quinto ano que participo. 
Desta vez eu escrevi o meu cordel falando da culinária nordestina e de tudo que ao longo da minha vida me serviu de alimento, enquanto morei no Ceará. Muitos dos meus costumes ainda preservo. Tenho me dedicado a escrever sobre o sertão nos meus cordéis pelo projeto SESC CORDEL.
Foi gratificante mais uma vez participar do projeto SESC.
Minha gratidão a todos

quinta-feira, 7 de junho de 2018

Festival de Viola e repente e lançamento de cordel em Caririaçu


DA AGENDA CUL TURAL
LANÇAMENTO DO MEU CORDEL – PELEJAS VIRTUAIS -  EM CARIRIAÇU.
Dia 29 de abril, aconteceu a 7ª edição do Festival de Repentistas de Caririaçu. O evento reuniu além dos violeiros e repentistas, poetas vindos de vários lugares do nordeste.
 Os amantes da cultura da viola e do repente lotaram o Centro de Convenções Adalgiza Borges de Carvalho e não arredaram pé assistindo até o final.
Antes de começar a cantoria eu lancei, através do projeto, Cordel Educativo, do Ceará Diverso Itinerante, Comandado por Vandinho Pereira, o meu cordel: PELEJAS VITUAIS, tema que já venho abordando na internet faz muito tempo.
Anilda Figueiredo leu a apresentação. Quem comandou essa etapa da programação foi Tranquilino Repuxado e Maciço de Baturité.
A poetisa da SPB, Lindicássia Nascimento cuidou de fazer a cobertura fotográfica.
Tivemos a presença de Miguel Teles, Fatima Correia com o genro e a filha, Pedro Ernesto, Rosário Lustosa.
Quero dizer da minha satisfação em fazer parte da mesa julgadora, a convite de Vandinho Pereira.
Os poetas de Caririaçu Nonato Viana e João Batista abriram o festival, sem competir no festival.
 A primeira dupla a se apresentar foi, Francinaldo Oliveira e Jonas Bezerra, em seguida as outras duplas, Zé Cardoso e Felipe Pereira, Cícero Cosme e Agustinho de Oliveira, Sebastião Dias e Valdir Teles, Ismael Pereira e Jonas Andrade, sendo a ultima a se apresentar, Gilmar de Oliveira e Cícero Justino.
Merecidamente o primeiro lugar coube a dupla, Sebastião Dias e Valdir Teles, 2º lugar Francinaldo Oliveira e Jonas Andrade e em 3º lugar Ismael Pereira e Jonas Andrade.
O idealizador do festival é o prefeito Edmilson Leite e Vandinho Pereira, grande incentivador da cultura no Cariri, atualmente é o apresentador oficial do festival.
Dalinha Catunda