Seguidores

sábado, 12 de setembro de 2020

PRA COMER MARIA IZABEL ELE LARGOU MEU CUSCUZ.



 PRA COMER MARIA IZABEL

ELE LARGOU MEU CUSCUZ.

*

Já cansei de repetir

Essa história que hoje conto

Não aumento nem um ponto

Isso posso garantir

Se você quiser ouvir

A Deus peço muita luz

E nos versos que compus

Repito o que diz Raquel:

PRA COMER MARIA IZABEL

ELE LARGOU MEU CUSCUZ.

*

Esse caso aconteceu

Pras bandas do Ceará

Com Raquel que é de lá

E um sujeito conheceu

Do cuscuz dela comeu

E já gritou: Ai Jesus!

Da comida que seduz

Virou um freguês fiel:

PRA COMER MARIA IZABEL

ELE LARGOU MEU CUSCUZ.

*

Aqui na minha pensão

Ele vinha todo dia

E demonstrando alegria

Fazia sua refeição

E fez a propagação

Do jeito que lhe propus

Botou foto no capuz

Do seu antigo corcel:

PRA COMER MARIA IZABEL

ELE LARGOU MEU CUSCUZ.

*

O negócio foi crescendo

Eu ganhava, ele ganhava

A freguesia aumentava

E a propaganda comendo

Porém eu fui percebendo

Algo estranho e me indispus

As garras então repus

Após provar do seu fel:

PRA COMER MARIA IZABEL

ELE LARGOU MEU CUSCUZ.

*

Traída covardemente

Eu fui e ele nem negou

Disse que se apaixonou

Por um menu diferente

Arroz com carne presente

Que a cozinheira introduz

A minha raiva eu expus

Diante do seu papel:

PRA COMER MARIA IZABEL

ELE LARGOU MEU CUSCUZ.

*

Quem comeu na minha mão

Sabe que sei cozinhar

Pois tenho bom paladar

E sou boa de fogão

Agora preste atenção

No peso da minha cruz

Foi pior do que supus

A minha saga cruel:

PRA COMER MARIA IZABEL

ELE LARGOU MEU CUSCUZ.

*

Versos e Fotos de Dalinha Catunda

Um comentário:

  1. Para Comer Maria Isabel ""

    No para comer não deveria ter uma vírgula?
    A não ser que esse comer tenha mesmo o significado que a língua maldosa lhe quer e possa dar.
    Gostei de ler
    .
    Um domingo feliz
    Abraço

    ResponderExcluir