Seguidores

domingo, 2 de novembro de 2014

A VOLTA DO FORRÓ DE ZECA

A VOLTA DO FORRÓ DE ZECA
*
O forro de Zeca Frauzino
Voltou e foi pra ficar
Quem está encabeçando
É Gilson com Edmar
Porque sabem que o chitão
É festa de tradição
Que não deve se acabar.
*
Corte Branco está feliz
O forró ganha altivez
Quem foi ao forró de Zeca
Não deixa de ser freguês
Quando a sanfona gemer
E a velha quadra ferver
Tem pé-de-serra outra vez.
*
Salve o bom forró de Zeca
Que atravessou fronteiras
E volta com força total
No rebolar das cadeiras
A todos vocês eu lembro
Dia oito de novembro
Tem forró nas Ipueiras.
*
Texto e fotos de Dalinha Catunda.

Um comentário:

  1. Dalinha: muito bom o teu poema adorei ler. Boa semana.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderExcluir