Seguidores

terça-feira, 26 de maio de 2020

DE MORTA ESTOU ME FAZENDO, PRA VIDA NÃO ME MATAR



DE MORTA ESTOU ME FAZENDO
PRA VIDA NÃO ME MATAR.
*
O Mundo inteiro parou
Com esse vírus mortal
Sem prazo pro seu final
Só angústia nos restou
Mas levando a vida vou
Sem alarde propagar
A todos tento animar
Mas meu peito está doendo:
DE MORTA ESTOU ME FAZENDO
PRA VIDA NÃO ME MATAR.
*
Mote e glosa de Dalinha Catunda cad. 25 da ABLC
dalinhaac@gmail.com

Um comentário: